Cardiologia

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 5 de 8
  • Item
    Adesão ao tratamento de pacientes hipertensos atendidos ambulatorialmente em um centro de referência em cardiologia na região norte, Amazônia
    (2016) DANTAS, Giancarlo Góes; ARAÚJO, Mirley Castro de; VERÍSSIMO, Adriana de Oliveira Lameira
    Fundamento: A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) configura-se como um importante problema de saúde pública no Brasil e no mundo. O tratamento e controle exige alterações de comportamento em relação à dieta, ingestão de medicamentos e o estilo de vida. Objetivos: Avaliar a adesão ao tratamento dos pacientes hipertensos atendidos a nível ambulatorial em um centro de referência cardiológica, bem como os fatores diretamente relacionados ao paciente e que estão associados a essa adesão. Métodos: Trata-se de um estudo prospectivo, observacional, realizado na Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna. A amostra foi constituída de 70 pacientes hipertensos que faziam consultas de ambulatório periódicas. Resultados: A não adesão ao tratamento foi encontrada em 67% da amostra, sendo esta caracterizada pelo sexo masculino 76,7%; faixa etária 61 a 70, 79,3%; raça/cor com pardos 65,9%; procedentes da Região Metropolitana de Belém, com 67,9%. Fatores significantes para essa adesão foi o sexo masculino, presença de doença cerebrovascular e o médico explicar a receita. Conclusões: Os resultados do presente estudo mostram que são necessárias intervenções para melhorar a adesão ao tratamento e reduzir incidência de possíveis complicações e melhorar a qualidade de vida dos pacientes atendidos por esse centro de referência
  • Item
    Fatores associados à mortalidade de pacientes com insuficiência cardíaca descompensada atendidos em um serviço de referência em cardiologia, na região Norte-PA
    (2015) MIRANDA, Ana Cristina Cardoso de Sousa; OLIVEIRA, Gioanna Pontes Moura de; LAMEIRA, Adriana de Oliveira; REIS, Helder José Lima
    Introdução: as doenças cardiovasculares configuram como uma das maiores causas de morte mundial e por isso a insuficiência cardíaca (IC) se torna um representante tão importante em termos de prevalência no Brasil e no mundo, sendo uma causa muito frequente de internação hospitalar e de mortalidade intra-hospitalar. Objetivos: Identificar os principais fatores associados à mortalidade de pacientes com IC descompensada. Métodos: O I Registro Brasileiro de Insuficiência Cardíaca (BREATHE) é um projeto de idealização e gerenciamento de pesquisa da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), tendo como centro representante da região norte a Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV). Este foi um estudo transversal - prospectivo, incluindo 125 pacientes, atendidos no serviço de emergência da FHCGV devido IC descompensada, nos anos de 2014 e 2015. Resultados: dos 125 pacientes incluídos, 63.2% destes são do sexo feminino. A principal etiologia da IC nestes pacientes foi a hipertensão e como fator desencadeante da descompensação da IC, observa-se que a má aderência medicamentosa foi o principal gatilho; não houve relação entre o perfil hemodinâmico à admissão com a mortalidade dos pacientes com IC descompensada, assim como não foi encontrada análise estatisticamente significante na relação das principais causas de descompensação da IC com a mortalidade destes pacientes. Conclusão: a IC é uma das mais importantes causas de admissão hospitalar no no SUS. Na região Norte-PA, os pacientes com IC descompensada internam, em sua maioria, no perfil hemodinâmico frio-congesto, considerado o de pior prognóstico. Com relação às causas de descompensação, encontrou-se que a má aderência medicamentosa foi o principal motivo, apesar de não ser encontrada correlação estatisticamente significante dessas causas com a mortalidade. É necessário orientar esses pacientes quanto aos achados iniciais de descompensação de IC para que possam procurar em tempo hábil os serviços de saúde.
  • Item
    Doença de Chagas aguda por provável transmissão oral: evolução clínica e manifestações cardiológicas em pacientes de uma região endêmica
    (2010) GUIMARÃES, Ana Carla Carverzan; PONZI, Kleber Renato Pereira
    Fundamento: Enquanto decresce a incidência de transmissão vetorial de Doença de Chagas Aguda (DCA) em nosso pais, surgem Casos de provável transmissão oral, cuja evolução clínica e envolvimento cardíaco ainda são pouco descritos. Objetivo: Avaliar a evolução clinica e as manifestações cardiológicas de pacientes (pcts)com DCA Métodos: Avaliação prospectiva de pcts com DCA meio de dados epidemiológicos, exames clinico e complementar. De acordo com a evolução clinica, 2 grupos foram comparados: Grupo I - Ausência de Insuficiência Cardíaca (IC) elou instabilidade hemodinâmica elou óbito e Grupo II - IC manifesta elou instabilidade hemodinâmica e/ou óbito. Tostes t de student e exato de Fisher foram utilizados conforme indicados. Resultados: Avaliaram-se 40 , 26 (65%) mulheres, idade média do 29 anos (3 — 77). sintomas cardiológicos mais freqüentes foram palpitação, dor precordial e dispnéia, respectivamente em 29 (72%), 21 (53%) e 708%) pcts. Nos 26 (65%) pcts que apresentaram alterações eletrocardiográficas, foram mais comuns alterações inespecíficas da repolarização ventricular em 15 pcts ( 37,5%), distúrbio de condução de ramo direito em 12 pcts (30%) e arritmias supraventriculares em 4 pctS (10%), NOS 20 pcts (50%) quo apresentaram alterações ecocardiográficas, foram mais frequentes o derrame pericárdico (10 pcts125%) e a disfunção diastólica do ventrículo esquerdo (5pcts/12,5%). Em relação à evolução clinica, 33 tiveram boa evolução (Grupo l) e 7 pcts (17,5%) apresentaram evolução desfavorável (Grupo II), incluindo 2 óbitos. O tempo médio para inicio do tratamento com benzonidazol no grupo I (21,54 dias; 10-32) foi menor que no grupo II (40,85 dias; 20-72);p=0,02. Conclusão: Nessa de pacientes chagásicos agudos, a maioria foi sintomática, apresentou alterações eletro e ecocardiográficas e teve boa evolução clinica; contudo, quadro clinico cardiológico potencialmente fatal esteve presente e se associou a um mais prolongado para o início do tratamento especifico para Doença de Chagas.
  • Item
    Achados clínico-angiográficos em pacientes com síndrome coronariana aguda com supradesnivelameno do segmento ST admitidos em um hospital referência em cardiologia na região amazônica
    (2017) CRUZ, Andressa Pereira; RODRIGUES, Anna Carolina Naiff; SOUZA, Rodrigo Almeida
    Introdução: Doença arterial coronária representa a principal causa de admissões hospitalares no ocidente, sendo que a ocorrência deste evento em jovens apresenta características peculiares. Os objetivos deste estudo foram: identificar características clínico-angiográficas nesta população, avaliar a ocorrência de desfechos intra-hospitalares e após 30 dias da alta, complicações durante a internação e o tratamento recebido. Metodologia: Estudo retrospectivo com análise de prontuários e cineangiocoronariografias de pacientes com idade ± 40 anos e infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST em um centro de referência em Cardiologia na Região Amazônica. Resultados: Observou-se média de idade de 35,1 ± 5,3 anos, com predominância do gênero masculino (82,26%), presença de dois ou mais fatores de risco cardiovascular (30,63%), admitidos em classe I de Killip-Kimball (96,77%). Os segmentos miocárdicos mais acometidos foram anterior e inferior, com 37,10% cada. Comprometimento uni-arterial foi o mais predominante (66,13%), sendo a artéria descendente anterior a mais implicada (56,45%). A maioria foi submetida ao tratamento percutâneo (70,98%), com sucesso angiográfico em 90,91% dos casos. O escore Syntax I médio foi 14,2 ± 7,2. Desfechos intra-hospitalares ocorreram em 12,9% dos casos e complicações em 9,67%. Após 30 dias da alta hospitalar, 1,96% dos casos apresentou algum desfecho. A maioria dos pacientes encontrava-se sem terapia medicamentosa otimizada após alta (54,35%). Conclusão: A população do estudo apresentou predomínio de dois ou mais fatores de risco para DAC, lesão coronária única, tratada via percutânea com sucesso, Syntax I baixo, com prognóstico favorável durante internação e após 30 dias da alta.
  • Item
    Pseudoaneurisma de ventrículo esquerdo: relato de caso e revisão de literatura
    (2009) MIRANDA, Aldine Torres de
    Será relatado o caso da paciente R.T.P.S, de 19 anos, que esteve internada na enfermaria de cardiologia da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV), com diagnóstico de pseudoaneurisma de ventrículo esquerdo. Além do relato do caso, será realizada também revisão bibliográfica, incluindo periódicos e livros textos, comparando-se os achados clínicos da paciente com os descritos na literatura.